Vamos falar dela, a Catedral de Santiago

8 de agosto de 2018 Antonio JR

Vamos falar dela, a Catedral de Santiago!

Ela é metáfora. Ela é física. Ela é mística. Ela é foco. Ela é começo, é fim, e quase sempre, o meio para todos que cruzam por ela entre o final da peregrinação do Caminho de Santiago a entrada uma nova etapa da vida.Desde sua primeira construção, foram mais de 700 anos de muita história, estilos que se sobrepuseram e algumas ampliações até a atual versão.
Catedral de Santiago de Compostela

Catedral de Santiago de Compostela – 2017

Um pouco da sua história

Ainda no Séc IX, foram erguidas duas igrejas que em 1075 , acabaram se transformando em uma única basílica construída por cinquenta artistas de cantaria, dirigidos pelo professor Bernaldo o Vello. Mas foi com Diego Xelmíres como arcebispo que a obra deu um grande salto e o terminal, altar-mor, braços do cruzeiro e capelas radiais foram construídas. Tudo isso antes de sua morte em 1139.A Catedral de Santiago de Compostela foi inspirada pelas grandes igrejas da França e tudo que fosse de técnicas avançadas de arquitetura e escultura do Ocidente, era utilizada em sua construção.
Catedral de Santiago de Compostela

Catedral de Santiago de Compostela – 2014

A Catedral a primeira igreja românica europeia a ter escultura monumental nas três fachadas: Obradoiro, Praterías e Paraíso. O Pórtico da Glória foi a grande obra que colocou a Catedral em seu Ponto mais elevado de importância da arte românica européia.Foram mais de 40 anos de construção e certamente “deixaram para a história o grande poema em pedra que resume, não só toda a arte medieval, mas também a concepção do homem e do universo do seu tempo, apresentada numa estrutura arquitetônica de três pisos sobrepostos.”
Catedral de Santiago de Compostela

Catedral de Santiago de Compostela – 2014

No século XVIII foi a última grande intervenção na Catedral. Visava proteger o Pórtico e construir um fechamento do lado oeste com estrutura de mesma magnitude de todo templo. Assim surgiu a fachada barroca em 1750. No ano santo de 1784 as obras finalizaram com a inauguração da Capela da Comunhão.

E hoje?

Ela nos impressiona! Cada visitante, cada peregrino. Mesmo passando por uma restauração que a deixa em meio a tapumes e protetores, ela é deslumbrante com sua torre do relógio.Em anos santo, quando o dia de Tiago Apóstolo – 25 de julho – cai em um domingo, é possível entrar pela catedral pela Porta Santa. Dentro da Catedral é possível abraçar a estátua de Tiago, descer até a cripta que estão os restos mortais do apóstolo e assistir à missa que é um brinde à sua chegada, principalmente para os peregrinos como eu e talvez, você. Se você tiver a sorte de alguém pagar pela exibição do espetáculo do botafumero, ou se você encarar esse desembolso, sua jornada estará completa!Tudo é magnífico. Um ritual que você jamais se esquecerá.
Catedral de Santiago de Compostela

Catedral de Santiago de Compostela – 2014

Venha pra nossa Rede:Facebook   Instagram   TwitterVeja todos nossos posts do Caminho de Santiago clicando aquiQuer curtir livros do Caminho de Santiago? Se você já fez o Caminho ou sonha em fazer um dia, esses dois belíssimos livros irão encantar você !Clique na imagem para conhecer mais:
clients

Caminharam comigo!

, , , ,

Antonio JR

Sou um amante da natureza e de esportes outdoor. Corredor de montanha, sou um aficionado por trilhas e terrenos acidentados. Tenho um carinho por tudo que envolve arte e a música é outra atividade que me libera endorfina. Um apaixonado pelo mundo, acredito no poder transformador de cada viagem e com elas adquiro vivência e experiência para minha vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *