Via Francigena

23 de julho de 2019 Antonio JR

 Via Francigena

A Via Francigena passa e atravessa quatro países os quais possuem características distintas e algumas particularidades. É um itinerário cristão, assim como o Caminho de Santiago de Compostela, e tem o Vaticano como destino final. Ele possui mais de dois mil quilômetros de percurso e tem início na cidade inglesa de Cantebury, atravessa França e Suíça antes de adentrar em território italiano, objeto da minha peregrinação.

Desde a virada do primeiro milênio, os peregrinos seguem a pé para rezar no túmulo de São Pedro, um dos locais mais sagrados do cristianismo. A Via Francigena foi o caminho que ligava as cidades do norte da Europa à cidade eterna (Roma), mais precisamente ao Vaticano. Essa jornada, feita por peregrinos de várias nacionalidades e com características peculiares de culturas heterogenias, foi determinante para que houvesse uma unidade cultural da Europa na idade média.

Via-Francigena-Dia01-Vale-d´Aosta-Saint-Rhemy
Via Francigena Dia 01 – Vale d´Aosta – Saint-Rhemy
Primeiros passos em Saint Rhemy

Em alguns casos, peregrinos seguem dali para a Terra Santa continuando a jornada pela Via Francigena do Sul.

Na parte italiana, do norte, são mais de 1.000 km cortando seis regiões: Valle D’Aosta, Piemonte, Lombardia, Emilia Romagna, Toscana e por fim, Lazio.

Via-Francigena-Dia03-Vale-d´Aosta
Via Francigena – Dia 03 – Vale d´Aosta
Via Francigena – Dia 03 – Vale d´Aosta – Arnad

Um importante itinerário cultural e um percurso que cruza as raízes da Itália, onde se veem moradores com comportamentos de épocas passadas e a cultura regional que ainda predomina fortemente. É o caminho das montanhas alpinas, dos pequenos cultivos de uva do Valle D’Aosta , das planícies intermináveis e das plantação de arroz do Piemonte, da travessia do Rio Pó, dos cartões postais toscanos e dos lagos do Lazio.

Via Francigena - Dia 05 - Piemont Ivrea
Via Francigena – Dia 05 – Piemont Ivrea

A jornada é lenta, o mood slow travel de uma peregrinação permite que nós adentremos no passado. Passamos a sentir esse passado de perto em vários detalhes pela rota e temos que lidar com a rotina de um caminhante: passos, fome, sono, cansaço, calor e frio.

Via Francigena - Dia 03 - Vale d´Aosta - Arnad
Via Francigena – Dia 03 – Vale d´Aosta – Arnad

Em 990 d.C., houve a primeira documentação desta peregrinação feita pelo Arcebispo Sigerico de Cantebury, que registrou todo o percurso, numa espécie de diário, quando foi fazer uma visita ao Papa João XV. Este caminho foi muito utilizado pelos francos, por isso o nome Francigena (terra dos francos), para atravessarem os Alpes e seguirem até Roma, a fim de fazerem suas orações.

Via Francigena - Dia 13 - Emilia Romagna
Via Francigena – Dia 13 – Emilia Romagna

Ele listou, em seus rabiscos, uma rota com 79 pontos. Quase todos ainda fazem parte ou com o próprio nome, ou com nomes identificados por historiadores. Poucos desses pontos sumiram ou não possuem rastro histórico.

Via Francigena - Dia 13 - Emilia Romagna - Fidenza
Via Francigena – Dia 13 – Emilia Romagna – Fidenza

Esta rota também serviu de palco para comerciantes. Nela, costumes, lendas, mercadorias, como especiarias e seda, artes e idioma circulavam entre os povoados, o que criou uma característica própria de identidade europeia. Muitos desses produtos vinham do Oriente, sentido norte da Europa, e o caminho na Itália foi o ponto de ligação.

Via Francigena - Dia 15 - Emilia Romagna - Terenzo
Via Francigena – Dia 15 – Emilia Romagna – Terenzo
Via Francigena - Dia14 - Emilia Romagna - Castelazzo
Via Francigena – Dia14 – Emilia Romagna – Castelazzo

A Via Francigena não é a única, mas é a principal rota dos considerados caminhos da fé. Foi declarada, em 1994, Itinerário Cultural do Conselho da Europa devido à busca das pessoas por itinerários de inspiração espiritual, como também à valorização e divulgação feita pelas instituições.

A Via Francigena faz parte da história e ainda continua construindo a história dos dias atuais, onde as pessoas que se aventuram por essa rota, percebe tamanha importância desse itinerário que contribuiu no desenvolvimento cultural, artístico e religioso de toda Europa.

Via Francigena - Dia 15 - Emilia Romagna - Sivizzano
Via Francigena – Dia 15 – Emilia Romagna – Sivizzano

A Via Francigena merece ser vista, vivida e principalmente, sentida!

Via Francigena - Dia 31 - Lazio - Bolsena
Via Francigena – Dia 31 – Lazio – Bolsena
Via Francigena - Dia 35 - Lazio - Roma
Via Francigena – Dia 35 – Lazio – Roma
clients

Caminharam comigo!

, , ,

Antonio JR

Sou um amante da natureza e de esportes outdoor. Corredor de montanha, sou um aficionado por trilhas e terrenos acidentados. Tenho um carinho por tudo que envolve arte e a música é outra atividade que me libera endorfina. Um apaixonado pelo mundo, acredito no poder transformador de cada viagem e com elas adquiro vivência e experiência para minha vida.

Comments (4)

    • Antonio JR

      Olá meu amigo. tudo bem?
      A Via Francigena não tem muito disso de onde termina ou começa. Muitos gostam de chegar ao Vaticano que é o que os peregrinos faziam, esse modo é o mais comum, partindo de Canterbury, ou de qualquer lugar do meio do caminho. Eu iniciei em Saint Rhemy.
      Muitos fazem o sentido contrário que era usado pelos comerciantes do oriente, subindo para Canterbury.
      Muitos começam no Vaticano sentido sul da Itália, ou ainda seguindo até Jerusalem.

      Espero ter ajudado. Buen Camino!

  1. Hilson

    Olá amigo parabéns pelo sua peregrinação é maravilhoso, acredito que não precisamos de dinheiro para realizar tal viagem, o conhecimento adquirido e os seus olhos que tudo pode ver é o registro. May name é Hilson , sou Bombeiro de Aeródromo, já fiz 2 vezes o caminho de Compostela, França sentido Santiago e portugal sentido Compostela também sou apaixonado por trilhas quero fazer a próxima via-francigena, espero reaizar quando retirar minha dupla cidadania Italiana, belas fotos Abraços e buen camino. Até breve, vou acompanhar vc.

    • Antonio JR

      Muito obrigado Hilson! que bom que tenha gostado. Fico muito feliz!!! A Via Francigena é linda pois a Itália tem uma grande diversidade em suas regiões. Tenho absoluta certa que você irá gostar. Um grande abraço e quero ve-lo sempre por aqui. Buen Camino amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *